Lançamos a Coleção 5 (1985-2019)

Região Norte lidera desmatamento no Brasil

Dos 10 municípios que mais desmataram no país em 2020, 9 estão localizados na região Norte e 6 pertencem ao estado do Pará

Mais de 90% dos municípios da região Norte do país registraram desmatamentos em 2020. Este é um dos dados trazidos pelo Relatório Anual do Desmatamento no Brasil - 2020, produzido a partir dos dados do MapBiomas Alerta, apresentado em um Webinar nesta sexta-feira, dia 9 de julho, no canal do MapBiomas no YouTube. Os dados foram apresentados e analisados com a participação de órgãos de monitoramento e fiscalização.

O estudo revelou um acréscimo de 3% no total de desmatamento na região Norte do país em relação ao ano anterior (2019). Em 2020, foram desmatados 758.329 hectares nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

O acréscimo pode parecer pouco percentualmente, mas a região Norte foi a que teve o maior desmatamento em 2020. Para se ter uma ideia do que isso representa, usando como referência a área desmatada em todo o Norte (758.329 ha ou 7.583 km²), o montante equivale a sete vezes a área da cidade de Belém (1.059 km²) ou três vezes a área da cidade de Palmas (2.219 km²) - ou ainda 4.800 parques do Ibirapuera (1,58 km²). E a área desmatada somente no bioma Amazônia na região (688.693 ha) representa 50% do total de todo o desmatamento no país no ano passado.

No Norte, foram registrados 423 municípios com desmatamento, do total de 450, ou seja, 94% dos municípios tiveram supressão da vegetação nativa. Dos 10 municípios que mais desmataram no país em 2020, 9 estão localizados na região Norte e 6 pertencem ao estado do Pará. O município com a maior área desmatada foi Altamira (PA), com 60.608 hectares.
Para o pesquisador Antônio Fonseca, do Imazon (Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia), um dos destaques do relatório é o aumento no número de alertas na região. Em 2020, foram 54.974 alertas detectados, um aumento de 23% comparado com os dados de 2019. Outro dado importante trazido por Fonseca foi a liderança do estado do Pará no ranking dos que mais desmatam, com aproximadamente 48% do total da área de perda de floresta. Segundo o Relatório, 49% da área desmatada no Brasil se concentrou em 50 municípios, 15 deles no Pará.

A maioria da área dos estados do Norte é coberta pelo bioma Amazônia, mas o Cerrado também está presente em uma pequena parte de Rondônia e no Tocantins o bioma Cerrado prevalece. Segundo Fonseca, pelo dado do MapBiomas Uso e Cobertura, a estimativa é que mais de 80% do desmatamento que ocorre nos estados da região Norte que contêm o bioma Amazônia é para pastagem.
Um alerta feito pelo pesquisador do Imazon é que “o aumento da perda de floresta no Amazonas indica o avanço de uma nova fronteira do desmatamento na região, inclusive adentrando unidades de conservação e terras indígenas”.

Destaques sobre a região Norte no Relatório Anual do Desmatamento no Brasil - 2020:

- 54.974 alertas detectados, validados e refinados (um aumento de 23% em relação a 2019);

- 758.329 hectares de desmatamento (acréscimo de 3% em relação a 2019);
No Norte, foram registrados 423 municípios com desmatamento, do total de 450, ou seja, 94% das cidades;

- O Pará foi o campeão em desmatamento no Norte, com 366.334 hectares devastados, 23% a mais do que em 2019;

- Dos 10 municípios que mais desmataram em 2020, 9 estão localizados na região Norte e 6 pertencem ao estado do Pará. Em primeiro lugar está Altamira (PA), com 60.608 hectares desmatados, um crescimento de 11,9% no comparativo com 2019. Em segundo aparece São Félix do Xingu (PA), que desmatou 45.587 hectares, seguido por Porto Velho (RO), com 44.076 hectares suprimidos. Em quarto aparece Lábrea (AM), com 35.596 hectares a menos de vegetação nativa. Balsas (MA), o único da lista deste ranking fora do Norte, destruiu 28.752 hectares e está na quinta posição. Novo Progresso (PA), com 23.696 hectares, está em sexto e Itaituba (PA) figura em sétimo, com o desmatamento de 22.094 hectares. Apuí (AM), que devastou 21.739 hectares ocupa a oitava colocação. Pacajá (PA), com 20.789 hectares desmatados e Portel (PA) com 18.612 hectares;

- Amazonas aparece em segundo lugar na região Norte em áreas de vegetação nativa devastadas, com 127.967 hectares, crescimento de 2% em relação a 2019;

- Rondônia, cuja a capital está entre as cidades que mais desmataram em 2020, suprimiu 114.943 hectares e está na terceira posição;

- Tocantins vem em seguida e desmatou 68.833 hectares;

- Acre é o quinto nessa lista, com 56.657 hectares suprimidos;

- Roraima (21.939 hectares) e Amapá (1.653 hectares) foram os estados que menos tiveram desmatamento em 2020 na região Norte.

Acesse na íntegra o Relatório Anual de Desmatamento 2020 no site do MapBiomas Alerta.