Lançamos a Coleção 6 (1985-2020)

Todos os estados da Região Nordeste registraram aumento no desmatamento em 2020

Foram mais de 10 mil alertas detectados e 184% a mais de áreas desmatadas

A Mata Atlântica, a Caatinga, o Cerrado e a Amazônia foram duramente impactados com o aumento do desmatamento em todos os estados da Região Nordeste do Brasil: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Esses biomas, em seu conjunto, sofreram perda de 352.006 hectares de vegetação nativa em 2020 – um crescimento de 184% em relação ao ano anterior. Esses números estão no Relatório Anual do Desmatamento no Brasil - 2020, produzido a partir dos dados do MapBiomas Alerta, e foram apresentados em um Webinar nesta sexta-feira, dia 16 de julho. O evento teve a apresentação completa do estudo e análises com a participação de órgãos de monitoramento e fiscalização.

Os dados apontam 10.687 alertas de desmatamento detectados em 2020 – o que representa um crescimento de 243% na comparação com 2019. Segundo o coordenador da Equipe Caatinga do MapBiomas Alerta, Washington Rocha, o crescimento substancial em 2020 ocorreu porque o Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) Caatinga passou a produzir alertas, ampliando a detecção de áreas desmatadas. “A agropecuária, principalmente na borda oeste da região, na fronteira agrícola do oeste da Bahia e parte do MATOPIBA (Maranhão, Piauí e Bahia), foi a principal responsável pela aceleração do desmatamento”, comenta Rocha. Entre os Estados, o Maranhão foi o que mais desmatou no Nordeste: 167.366 hectares.

No Nordeste, foram registrados 1.104 municípios com desmatamento, do total de 1.793, ou seja, 61,57% dos municípios tiveram supressão da vegetação nativa em 2020. Balsas, no Maranhão, lidera o ranking dos municípios que mais desmataram na região, com 28.751 hectares devastados, 327% a mais do que em 2019. Duas cidades da Bahia completam o pódio: Formosa do Rio Preto, com 13.061 hectares (crescimento de 66%) e São Desidério (BA), com 11.976 hectares desmatados - mas foi a que teve maior crescimento, de 487%.

Para aumentar o monitoramento e combater o desmatamento ilegal, o MapBiomas firmou, em 31 de maio, um acordo de cooperação técnica com o Consórcio Nordeste. Com a parceria, os dados do projeto serão utilizados para produção de conhecimento sobre o território e os biomas da região e fomento a estratégias de preservação.

Destaques sobre a região Nordeste no Relatório Anual do Desmatamento no Brasil - 2020:
- 10.687 alertas detectados, validados e refinados (um aumento de 243% em relação a 2019);
- 352.006 hectares de desmatamento (acréscimo de 184% em relação a 2019);
- No Nordeste, foram registrados 1.104 municípios com desmatamento, do total de 1.793, ou seja, 61,57% das cidades;
- Entre os Estados, o Maranhão foi o que mais desmatou no Nordeste: 167.366 hectares. Balsas foi a cidade com maior desmatamento, com 28.751 hectares devastados, 327% a mais do que em 2019;
- A Bahia aparece em segundo lugar, com 108.315 hectares destruídos. A principal cidade impactada foi Formosa do Rio Preto, com 13.061 hectares perdidos;
- Piauí está na terceira posição: desmatou 54.959 hectares. Currais, que devastou 10.490 hectares, foi o município que se destacou;
- O Ceará, em quarto lugar, registrou no período 8.964 hectares de vegetação nativa suprimidas. O município que mais sofreu desmatamento foi Tabuleiro do Norte, com 791 hectares destruídos;
- No Rio Grande do Norte, quinto em desmatamento na região Nordeste, foram 4.002 hectares desmatados e Caraúbas foi a principal impactada, com 450 hectares suprimidos;
- O sexto lugar ficou com Pernambuco, com 3.821 hectares, e Bodocó teve a maior área comprometida, com 418 hectares;
- Na sétima colocação ficou a Paraíba, que destruiu 2.756 hectares. São José de Piranhas foi o município com mais prejuízo ambiental, onde 164 hectares sofreram danos;
- Alagoas é o oitavo em desmatamento no Nordeste (950 hectares), com destaque para o município de Major Isidoro, com 156 hectares desmatados;
- Sergipe foi o estado que menos desmatou: 870 hectares. O município com mais desmatamento no Estado foi Monte Alegre de Sergipe, com 95 hectares.

Na próxima sexta-feira (23), será realizado o último webinar regional sobre os dados do Relatório Anual do Desmatamento no Brasil - 2020. O foco será os Estados do Centro-Oeste. Acompanhe pelo YouTube do MapBiomas.

Acesse na íntegra o Relatório Anual de Desmatamento 2020 no site do MapBiomas Alerta.